domingo, 12 de junho de 2011

É bobo



Ontem te vi na varanda
preguiçosa na rede
bolei um poeminha
pra chamar tua atenção
Mas se tu gostaste
como disseste
do poema
por que me deste um bolo?
Então bolei outro poeminha
sobre aquele triste dia
que tu me embolaste
mas não te enviei
pois bolar poema
a quem dá bolo
de amor
me dá fome
e hoje um bolo
comerei

terça-feira, 7 de junho de 2011

Cuide-se



Em minha ausência
esteja alerta
esteja aberta
a qualquer nova
experiência

Mande carta
mande foto
ou se esconda
em penitência

Vire louca
fique rouca
gritando as minhas
indecências

Fique fria
ou vazia
em agonia
e se mate
de carência!