segunda-feira, 9 de maio de 2011

Nós desfeitos: a eterna dúvida



Pra que ceder ao vício
de estar em tal estado?

Por que se arriscar
a ser talvez ferido?

Por que querer sentir
o que não há sentido?

Por que esquecer de si
se deste si há de ter dó?

Por que estar feliz
se no futuro, há risco?

Por que abdicar do orgulho
de ser único e ser duplo?

Por que saber-se junto
mesmo estando só?

Por que sem querer
se quer tudo agora?

Por que eu?
Por que você?

Por que não nós?

6 comentários:

  1. O google deveria criar um botão de curtir.
    Curti muito essa poesia.

    ResponderExcluir
  2. Difícil manter estado de romance num mundo tão cão assim...bj e boa sorte, querido!

    ResponderExcluir
  3. Show de bola seu blog.. vou seguir....

    ResponderExcluir
  4. porque uma pessoa que se preza e pega a vida a unhas, se entrega aos desafios...

    agora, a última pergunta é um mistério, o amor não se compreende.



    bjsmeus

    ResponderExcluir
  5. Hummmm... orgulho de ser duplo... sei sei...

    ResponderExcluir
  6. Não sei porque, mas simplesmente gostei...

    bejo bejo

    ResponderExcluir