sexta-feira, 22 de abril de 2011

Sinto muito



Qual o sentido? 
eu queria um norte
e olhei para a placa
e na placa, aquela seta
não devia estar correta

Então...
qual o sentido?
molhei o dedo na boca
esperei o vento soprar
gosto de pastel
mas o vento morreu
e meu dedo me... 

Então...
qual o sentido?
respirei, humm,  pão de queijo!
talvez de uma cantina
mas fome não havia
se houvesse até que eu ia

Então...
qual o sentido?
ouvi o barulho do quartel
inspeção do coronel
e o soldado atrasou
e não gostei, muito cruel

Então...
qual o sentido?
quando escureceu
tropecei na maldita pedra
aquela, do caminho
e xingando o tombão
porque estava lá a pedra
e o sentido não

Então...
Andei sem sorte
e sem destino
mas nem a sorte
nem a arte
se atinaram ao perigo
que se move à contra parte
disfarçando de fininho
a vontade de explicar
o que dizia o pergaminho
e a correria que eu fiz
como herói sem nem ter sido
com a razão sem nem ter tido
nessa dança sem sentido

Imagem: Isaac Cordal

7 comentários:

  1. "transfere pro meu corpo, seus sentidos, pra eu sentir..." me lembrei dessa música! Bj, Edu!

    ResponderExcluir
  2. "Uma chegada sem ter ido..."

    Poema GENIAL, Edu!
    Tu te superas a cada produção... coisa linda!

    E olha... finalmente, aquele meme...rsrsrs
    Me perdoa pela demora?
    Tô arrumando a casa... tá aqui, ó:
    http://blogdamoni.blogspot.com/p/interativo.html

    Beijo de páscoa pra ti!

    ResponderExcluir
  3. já não faço mais essa pergunta.
    hoje sei que a vida vale muito mais a ganhar do que eu perder seu precioso período e me indagar sobre ela.


    então eu vou... mesmo sem sentido. rs

    uma linda páscoa pra ti.
    bjsmeus, querido.

    ResponderExcluir
  4. Sinto pouco...

    mas mesmo assim é sentido.

    Bejos Edu!

    ResponderExcluir
  5. Não há um sentido, por isso mesmo eu adoro viver. Linda poesia, me encantei pela sua escrita. Voltarei mais vezes, beijos.

    ResponderExcluir
  6. Jubs: vc sabe ler direitinho o que eu escrevo! Acho que vc sente o que eu sinto! hahahaha

    Moni: vc não sabe o quanto eu fico feliz em ler seu comentário! Os poemas andam meio difíceis pra mim... fase de baixa. Preciso me reonvar! Seu blog tá lindo, e valeu por lembrar do meme!!

    Fe: exatamente! Não tem que haver sentido, tem que haver caminho!

    Estranho: por menos que sintamos, que haja algum sentido nisso tudo!

    Mayara: fico feliz que tenha encontrado o blog! A vida só faz sentido, se for sentida. Espero vê-la sempre por aqui!

    Beijos a todas!

    ResponderExcluir
  7. Assim... a parte do dedo molhado... sei la hein... essas camisas ecologicas q c anda usando... ai vem o dedo... bengala do moises... kkkkkkkkkkkkkkkkkkk...

    abraço

    ResponderExcluir