quarta-feira, 8 de dezembro de 2010

Desejo de rima pobre para o amanhã


Amanhã haverá ressaca
dor de cabeça de cachaça
náusea horrível, gosto de nhaca
amanhã haverá ressaca

Amanhã será verde musgo
o fundo do poço, o quarto mudo
um Deus nos acuda, o fim do mundo
amanhã será verde musgo

Amanhã, nem quero pensar
não quero viver, não quero ansiar
porque vou beber até raiar
mas amanhã, nem quero pensar

Amanhã, não deve existir
hoje é o dia que venho aplaudir
hoje é o berço do meu insistir
Amanhã não deve existir

Amanhã ou amanhãs, não interessa
prefiro viver sem pressa
enquanto deixamos que ele amanheça
vamos deixar que o hoje aconteça!

Foto: Matthew K "Mojokiss" Mayes

9 comentários:

  1. "la vita é adesso", música linda interpretada por Renato Russo,traduzindo: a vida é agora! Nada de amanhã, então! Bj

    ResponderExcluir
  2. ai, ai...viver sem pressa...me pareceu meio baiano...rs

    ResponderExcluir
  3. Sem pressa maizomeno! A pressa é viver o hoje! Sem pressa pro amanhã, com certeza! Amanhã, depois eu vejo. hehe

    ResponderExcluir
  4. Impressão minha ou se trata do poema que você disse que ia fazer acerca do mesmo tema que meu penúltimo?

    Gostei. Você expôs de uma forma menos dramática que eu, mas bem mais enfática e animadora.

    Vamos viver o hoje, dane-se o amanhã.
    Beijos! ;*

    ResponderExcluir
  5. Srta M., exatamente!

    Na verdade pus de uma forma até mais sugestiva... hehehe

    Bejo!

    ResponderExcluir
  6. "[...] com dor de cabeça ou solidão, não consigo deixar de de cair de cabeça nesse tal viver"!



    bjs meus

    ResponderExcluir
  7. Cara! Ficou muito bom!
    Se pegam isso aqui no Rio, iam fazer virar samba enredo de bloco de carnaval! hahahaha

    ResponderExcluir
  8. Flá,

    Não fode pô!! Fiz com sazon esse aqui! hehehe

    ResponderExcluir
  9. Ih, mudou o layout.

    É, isso que dá beber muito, hehe.

    Abraço

    ResponderExcluir