quinta-feira, 2 de dezembro de 2010

Amor?


Se o amor soa bem
aos olhos de quem
bem te quer

Haverá de soar tão alto
em sobressalto
em lugar qualquer?

Do susurro ao grito
do chão ao infinito
até mesmo a lua?

De tão alto o soar
do grito sem ar
o amor também sua

Foto: depois eu ponho o autor, sem tempo agora

12 comentários:

  1. Edu, o novo design ficou ótimo!!! Bj

    ResponderExcluir
  2. Minha resposta seria sim.

    P.S.: Também gostei do design novo, mas acho que empata com o outro.

    P.S.2: Não vou votar na sua enquete. Explico: acho que você deve fazer o que achar mais confortável. Se prefere explicar o processo criativo, então vale a pena, mas se preferir deixar as coisas mais no ar, então não compensa.

    De qualquer forma a escolha é só sua.
    ;)

    ResponderExcluir
  3. Como gatos sobremuros...

    abraços...


    P.S.
    Pois é, faltou a feijoada, Edu.
    Mas é que o amor parecia que era mais à francesa...

    ResponderExcluir
  4. hahahah

    Se a provocação causou reações, ótimo! A idéia era pecisamente essa! Acho que ficou tão forte quanto o vídeo do poema Desterro.

    Jujuba: quando chega na lua é puro êxtase sim! hahaha

    M.: sempre ele, mas é ele quando sua?!

    João: era pra isso mesmo!

    Gilu: por incrível q pareça, a minha, hoje, estaria mais pra não! Vamos ver se com mais tempo e um pouco mais de paciência eu faça um outro blog. (como perecebeu, gosto de discutir obviedades ou entrar em detalhes desnecessários) Quanto a esse blog, o layout é provisório, estou vendo com um amigo de fazer algo diferente!

    Mai: e como soam! Quanto à feijoada, uma hora a galera se toca de que precisa de uma boa!

    ResponderExcluir
  5. Vim me redimir pelo meu comentário pobre acima. :P Lá vai..
    1. Quando sua, acho que não é o amor x)
    2. Votei SIM na enquete. Explico: a interpretação é a chave pra entender o poema. Lógico que o interessante é justamente que cada um tem sua própria maneira de enxergar, mas com um blog destinado especificamente pra discutir isso, além de cada leitor expor seu próprio entendimento, a gente poderá saber a inteção do criador da obra, o que também é igualmente interessante (além de discutir outras visões e possibilidades).
    E claro que você só deve criar caso se sinta à vontade pra escrever acerca do tema.
    3. Deu vontade de amar ao ler o poema (uma maneira mais delicada de reiterar o que João falou)

    Beijos =*

    ResponderExcluir
  6. Srta M., não existe comentário pobre!

    Fica picolé! Mas, que bom que voltou!

    Bejo!

    ResponderExcluir
  7. meu joão é com j minúsculo, beijos

    ResponderExcluir
  8. e como! por todos os póros...


    rsrs

    oi, edu. adorei teus textos.
    seja sempre bem vindo ao degusta!



    bjs meus

    ResponderExcluir