quinta-feira, 30 de dezembro de 2010

Vício



Quiero ser tu vicio
tu hábito
tu adicción
tu obsesión
tu vicio

Quiero que me fumes
que me tomes
que me bebas
que me consumas
que me inyectes a tus venas
para que sea parte de tu sangre
para meterme al más hondo de tu corazón
para que cada célula de tu cuerpo
conozca mi sabor
mi afecto
la sensación que ofrezco

Ábreme como una botella
como una lata
como una cajetilla
quítame el plástico
Déjame darte placer
Déjame cambiarte
Gózame
soy puro gozo
soy puro
no hay mejor calidad

Permiteme ser tu afición
tu droga
tu vicio

Me respiras
Me inhalas y me exhalas
pero algo de mí
queda dentro de ti
Sigo en tus pulmones
sigo en tu sangre, tu corazón
Sigo en tu cerebro
y entro a tu alma
tu ser más profundo

Llegará un dia
Cuando dependerás de mi
Yo seré la primera cosa
en que pienses al despertar
La última cosa en que pienses
al dormir

Tu vicio
Yo seré tu vicio

Imagem: KMND

Ps: Já que estou na España, um poema em espanhol! hehe
Ps2: que 2011 seja um ano ímpar!

quinta-feira, 23 de dezembro de 2010

Maldição divina

10

Sopra o vento alimentando a distância
de onde navega a nau em penitência
desterrada sem qualquer clemência
do povo em terra e sua ignorância

Da algazarra costeira ao silêncio marítimo
do calor terreno ao frio indócil
navega o barco pelo reino fóssil
num mar bravio de sacolejar sem ritmo

A mensagem atravessada de virtudes
e o povo em outros tempos cativado
seguem abandonando gentilmente

dando lugar ao eco negro da quietude
a um Deus por tantas eras celebrado
selando seu destino esquecido eternamente

Imagem: Jun Kumaori

sexta-feira, 17 de dezembro de 2010

Minimamente abstrato

A/B


















Estrado

Imagem: quadro de Barnett Newman 

quarta-feira, 8 de dezembro de 2010

Desejo de rima pobre para o amanhã


Amanhã haverá ressaca
dor de cabeça de cachaça
náusea horrível, gosto de nhaca
amanhã haverá ressaca

Amanhã será verde musgo
o fundo do poço, o quarto mudo
um Deus nos acuda, o fim do mundo
amanhã será verde musgo

Amanhã, nem quero pensar
não quero viver, não quero ansiar
porque vou beber até raiar
mas amanhã, nem quero pensar

Amanhã, não deve existir
hoje é o dia que venho aplaudir
hoje é o berço do meu insistir
Amanhã não deve existir

Amanhã ou amanhãs, não interessa
prefiro viver sem pressa
enquanto deixamos que ele amanheça
vamos deixar que o hoje aconteça!

Foto: Matthew K "Mojokiss" Mayes

quinta-feira, 2 de dezembro de 2010

Amor?


Se o amor soa bem
aos olhos de quem
bem te quer

Haverá de soar tão alto
em sobressalto
em lugar qualquer?

Do susurro ao grito
do chão ao infinito
até mesmo a lua?

De tão alto o soar
do grito sem ar
o amor também sua

Foto: depois eu ponho o autor, sem tempo agora