quinta-feira, 25 de novembro de 2010

O primeiro dos deuses era mulher


Gosto do chão
do pé, da mão,
im-pulso puro
na rocha dura,
da realidade,
que raridade!
Olhar ao céu
pernas ao léu
num vôo lento
até no cimento
pousar feliz,
eu mesmo fiz:
trôpego e bêbado,
esparramado
brinquei, sujei,
ri e rolei,
passei a mão
nesse meu chão
nessa frieza
onde a tristeza
da molecada
numa zoada
com a mãe terra
morre e se enterra

Foto: Frederico Pelachin

5 comentários:

  1. Gostei tanto da imagem associada que fiquei pensativa: amor, perda, e até a morte, tudo é liricamente escrito com humor...
    Adorei, Edu! Bj

    ResponderExcluir
  2. Que delícia de 'passeio-veloz'.
    Daqueles que a gente quer de novo...e a ordem é reler!

    Beijos, querido!

    Ótima semana!

    Moni

    ResponderExcluir
  3. Belo, ehn, Edu. Gostei.
    Me passa seu e-mail.
    Beijos.
    Rafa.

    ResponderExcluir
  4. adoro quando você escreve nesse estilo.

    ResponderExcluir
  5. Valeu moças!!

    Viajante e Moni: realmente, passa por tudo isso! E o passei é o passeio da vida mesmo. Não sei se foi possível sacar, mas o Deus de que falo é a Terra, de onde viemos e para onde voltaremos, felizes. Desde o paleolítico a Terra era cultuada como um Deus!

    Rafa: Vlw! Passo sim, logo menos estará no seu blog!

    M.: Estou tentando explorar coisas diferentes. Gostei mto do resultado desse aqui, mas me deu um trabalho desgraçado!

    Beijos a todas!

    ResponderExcluir