quarta-feira, 27 de outubro de 2010

Desterro


'030' by The Good The Bad (UNCUT) from 030 on Vimeo.

Silêncio opaco, da quietude
quarto apagado em branco e preto
recém desperto em plenitude
escorregando pra mais perto

Descanso os olhos nos teus ombros
deslisando as mãos no teu corpo
ralando a barba no teu rosto
calando a boca no pescoço

Súbita ira de desejo
suspiros, pernas e enrosco
em frenesi úmido e tosco
o prazer máximo em lampejo

Trêmula ainda em meus braços
olhando com sorriso fraco
me arremessando do sossego
Por que investir nesse laço?

Se rejeitaste meu apego

8 comentários:

  1. Nossa, Edu...que lindo! Senti arrepios(:

    ResponderExcluir
  2. Olha só... essa sua declaração, ou desabafo, bem que podia fazer parte dos meus...visita... Bj

    ResponderExcluir
  3. Corrigindo o link:

    www.asmuitascartasqueeunaomando.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. Voraz, o desejo tem cores quentes.

    abraços

    ResponderExcluir
  5. Valeu pessoal!

    Detesto fazer poemas às pressas, mas tem idéias que pedem que sejam levadas ao papel o quanto antes, então não trabalhei muito nesse, deixei ele mais cru, do jeito que ele veio à mente.

    Se gostaram, fico feliz!

    ResponderExcluir
  6. Maravilhoso, Edu! livre, assim...
    Bjs

    ResponderExcluir