segunda-feira, 5 de julho de 2010

Vasculhando o passado

Procuro o passado
perdido, picado
em pequenos pedaços
de papel de almaço

Vasculho velhas vasilhas
que revelam verdadeiras
lembranças varridas
na vastidão da vida

Muitos sonhos se passaram
mas nem todos se acabaram
por essas noites passadas em vão

E não consegui juntar os pedaços
dos sonhos perdidos, picados
espalhados pelo meu chão

*poema feito quando eu tinha 10 anos

5 comentários:

  1. 'Procuro o passado
    perdido, picado
    em pequenos pedaços
    de papel de almaço'

    Incrível.
    Senti meu estômago revirar.
    A sonoridade do 'p' repetido da a sensação dos papéis picados.

    Beijos.Rafa.

    ResponderExcluir
  2. =]

    Na época eu tinha recém aprendido o que era aliteração e resolvi fazer alguma coisa pra treinar isso... hehehe surgiu esse poeminha!

    Obrigado!

    ResponderExcluir
  3. Se toda vez que você aprender algo novo e tentar fazer o resultado for esse, eu o acoselho a aprender várias coisas =)
    Quanto ao recado no meu blog, talvez encarar a poesia, ou o texto, como um enigma que (não) precisa ser desvendado seja uma boa. Existem pistas nas (entre)linhas que podem dizer muito. Mas, ao mesmo tempo, a sensação de sonho que você descreveu, às vezes, é o que mais vale da experiência da leitura.

    Beijos. Rafa.

    ResponderExcluir
  4. Muito gracinha esse...gostoso de ler em voz alta.

    ResponderExcluir