quinta-feira, 20 de maio de 2010

Vaidades

Como um colar de pérolas
adornando um pescoço magro
quero a ti hoje em mim

Quero que agarres às tentações,
esqueças teus receios
e te rendas aos meus encantos

Hoje serei tua droga,
a que te deixará mais importante
sem pensar em conseqüências

Farei de ti princesa
do mais belo conto de fadas
que tu há muito queres encenar

Vais substituir meu desespero
que a solidão me trouxe e
que o velho espelho insiste em refletir.

Pois estou partido e só,
a deriva em minha masmorra,
aborrecido com minha própria presença

Aceites, pois, a vir em casa
e encenar esse papel
pois o desejas secretamente

Que eu serei o cavalheiro
o maior conquistador
o sonho de qualquer mulher

Essa noite dançaremos
no palco dos nossos desejos
como duas crianças enganadas

Eu por crer
Tu por querer

Nenhum comentário:

Postar um comentário