quarta-feira, 5 de maio de 2010

Surpreenda-me

É como deja-vu
olhar aos olhos de alguém
decifrar-lhes pensamentos, motivações, anseios
projetar-lhes atitudes, repostas, desvios...

E se por simpatia ou silhueta agradável
espera-se o melhor de tal pessoa,
mas creia: o pior há de acontecer

Prazer amargo em vencer o desafio
e retornar do prazer da idealização
à mera realidade ordinária

Um comentário:

  1. Nossa, adorei.

    Adoro poesia é algo que parece ao mesmo tempo fazer bem para o intelecto (raciocinio) quanto para a alma.

    Tudo de bom Edu, esta otimo

    ResponderExcluir